Soluções de segurança de ponta da Acronis chegam ao Brasil em ambiente e representação locais.

As soluções da Acronis, referência mundial em softwares para armazenamento e proteção de dados, chegam ao Brasil mediadas pela Stock, distribuidora de soluções tecnológicas de valor agregado. O ambiente redundante e qualificado da Matrix Data Center é hoje responsável por todo o tráfego de dados da companhia em território nacional. Trata-se do primeiro storage da Acronis na América Latina.

“Até então, quem revendia e comprava soluções Acronis no Brasil usava o data center da empresa nos EUA, implicando em alta latência”, afirma Julio Dezan, Diretor de Operações da Matrix Data Center. “Quando formatamos nossa solução de Backup Cloud, totalmente baseada em Acronis, passamos a oferecer a clientes brasileiros um serviço de segurança de dados de ponta, acessível, com disponibilidade e performance incomparáveis”, celebra o executivo.

Rafael Anacleto, Gerente de Vendas e Produtos da Stock, destaca que há um extenso roadmap para os próximos meses, prevendo a disponibilização exclusiva de uma vasta gama de soluções Acronis para clientes nacionais. “De imediato podemos mencionar o backup para Office 365 e o Files Cloud, que permitem o armazenamento e o compartilhamento de arquivos de forma prática e segura entre equipes de trabalho. Há ainda uma poderosa ferramenta de monitoramento e detecção de vírus e ransomwares chamada Active Protection”, destaca Anacleto.

“Em evento recente de relacionamento, cientificamos revendas e consultorias de TI acerca de nossas soluções Acronis, cuja procura tem sido significativa, sobretudo por empresas que valorizam missão crítica. A parceria com a Matrix foi essencial para o sucesso da operacionalização desses serviços no Brasil, sobretudo por conta da possibilidade de realização do initial seed de forma direta. Assim, o processo de upload de altos volumes ganha imensa agilidade, além de proporcionar relevante economia no consumo de banda do cliente para sua primeira carga de dados, finaliza Anacleto.

Nova solução de segurança lógica protege empresas contra ataques de ransomware.

Após os ataques envolvendo os ransomwares WannaCry e ExPetr, uma terceira ameaça do gênero surge em nível global, afetando essencialmente computadores e sistemas corporativos. O malware da vez é o Bad Rabbit, capaz de criptografar e bloquear dados, condicionando sua liberação ao pagamento de um resgate – tal como um sequestro. A praga virtual teve início na Rússia e na Ucrânia, espalhando-se rapidamente pela Bulgária, Turquia e Japão. Algumas empresas brasileiras já relatam ataques pelo novo ransomware, que agora, felizmente, já podem ser evitados.

“Companhias que prezam pela proteção e pelo sigilo de seus dados têm se blindado com todas as alternativas possíveis de segurança lógica”, afirma Julio Dezan, Diretor de Operações da Matrix Data Center. “Estamos ampliando nosso portfólio com uma nova solução que atua especificamente sobre o modo de atuação dos ransomwares. Nós a batizamos de Matrix Crypto”, destaca o executivo.

O novo serviço atua monitorando e bloqueando a criptografia não autorizada de arquivos, incluindo todas as variantes possíveis de ransomware. De acordo com Dezan, Wanna criptografa os arquivos presentes no computador assim que contamina a máquina; já o Petya tem como característica a modificação do setor de inicialização do disco rígido. Alguns especialistas se dividem ao classificar o Bad Rabbit. Há quem sugira que esta não é uma variante do Petya, mas sim um novo malware. Esse é o motivo pelo qual muitos categorizam a praga como NotPetya.

“Por conta desses ataques globais de ransomware, tivemos vários questionamentos por parte de nossos clientes acerca de soluções eficazes de proteção contra esse tipo de ameaça. Foi daí que percebemos a necessidade de desenvolver esse novo serviço, já em uso por várias empresas que valorizam missão crítica”, finaliza o especialista.

 

Após os ataques envolvendo os ransomwares WannaCry e ExPetr, uma terceira ameaça do gênero surge em nível global, afetando essencialmente computadores e sistemas corporativos. O malware da vez é o Bad Rabbit, capaz de criptografar e bloquear dados, condicionando sua liberação ao pagamento de um resgate – tal como um sequestro. A praga virtual teve início na Rússia e na Ucrânia, espalhando-se rapidamente pela Bulgária, Turquia e Japão. Algumas empresas brasileiras já relatam ataques pelo novo ransomware, que agora, felizmente, já podem ser evitados.

“Companhias que prezam pela proteção e pelo sigilo de seus dados têm se blindado com todas as alternativas possíveis de segurança lógica”, afirma Julio Dezan, Diretor de Operações da Matrix Data Center. “Estamos ampliando nosso portfólio com uma nova solução que atua especificamente sobre o modo de atuação dos ransomwares. Nós a batizamos de Matrix Crypto”, destaca o executivo.

O novo serviço atua monitorando e bloqueando a criptografia não autorizada de arquivos, incluindo todas as variantes possíveis de ransomware. De acordo com Dezan, Wanna criptografa os arquivos presentes no computador assim que contamina a máquina; já o Petya tem como característica a modificação do setor de inicialização do disco rígido. Alguns especialistas se dividem ao classificar o Bad Rabbit. Há quem sugira que esta não é uma variante do Petya, mas sim um novo malware. Esse é o motivo pelo qual muitos categorizam a praga como NotPetya.

“Por conta desses ataques globais de ransomware, tivemos vários questionamentos por parte de nossos clientes acerca de soluções eficazes de proteção contra esse tipo de ameaça. Foi daí que percebemos a necessidade de desenvolver esse novo serviço, já em uso por várias empresas que valorizam missão crítica”, finaliza o especialista.

Soluções de backup em nuvem são acessíveis e podem evitar danos irreversíveis a empresas.

Em plena era digital, a perda de dados continua sendo uma das causas mais comuns para o fechamento de empresas. Segundo estudo divulgado pela DTI Global, 7 entre 10 companhias que perdem informações críticas saem do ramo dentro de um ano. Toda organização, independentemente do seu porte, produz diariamente uma enorme quantidade de dados que são fundamentais para suas operações. Negócios de todos os segmentos e tamanhos, no entanto, podem ser preservados de forma prática e segura através de soluções de backup em nuvem, tanto mais versáteis e econômicas do que as tradicionais – e já obsoletas – unidades de armazenamento locais.

“Muitas empresas só se dão conta da importância de seus dados quando os perdem, o que é lamentável”, destaca Julio Dezan, Diretor de Operações da Matrix. “Uma solução de backup em cloud tem uma série de funcionalidades para permitir a preservação de informações de modo confiável e eficiente”, afirma o executivo, especialista no desenvolvimento de soluções “as a service”.

O Backup Cloud Matrix possui sistema totalmente automatizado, permitindo o agendamento de uploads com frequência diária, semanal ou mensal. O banco de dados é criptografado e encaminhado para um armazenamento totalmente protegido, impossibilitando o acesso por pessoas não autorizadas. A interface da ferramenta é totalmente amigável e o suporte técnico da companhia está sempre à disposição para sanar quaisquer dúvidas. O data center da Matrix é padrão Tier III e está de acordo com as normas de segurança da ISO/IEC 27001, o que garante disponibilidade e segurança adicionais à solução. Destaque-se, ainda, que não há custos adicionais para eventuais restores.

“O serviço de backup em nuvem da Matrix se diferencia dos concorrentes pois temos como premissa a personalização de nossas soluções. Temos vários planos disponíveis, cada um pensado para um perfil de negócio”, celebra Dezan.

 

Em plena era digital, a perda de dados continua sendo uma das causas mais comuns para o fechamento de empresas. Segundo estudo divulgado pela DTI Global, 7 entre 10 companhias que perdem informações críticas saem do ramo dentro de um ano. Toda organização, independentemente do seu porte, produz diariamente uma enorme quantidade de dados que são fundamentais para suas operações. Negócios de todos os segmentos e tamanhos, no entanto, podem ser preservados de forma prática e segura através de soluções de backup em nuvem, tanto mais versáteis e econômicas do que as tradicionais – e já obsoletas – unidades de armazenamento locais.

“Muitas empresas só se dão conta da importância de seus dados quando os perdem, o que é lamentável”, destaca Julio Dezan, Diretor de Operações da Matrix. “Uma solução de backup em cloud tem uma série de funcionalidades para permitir a preservação de informações de modo confiável e eficiente”, afirma o executivo, especialista no desenvolvimento de soluções “as a service”.

O Backup Cloud Matrix possui sistema totalmente automatizado, permitindo o agendamento de uploads com frequência diária, semanal ou mensal. O banco de dados é criptografado e encaminhado para um armazenamento totalmente protegido, impossibilitando o acesso por pessoas não autorizadas. A interface da ferramenta é totalmente amigável e o suporte técnico da companhia está sempre à disposição para sanar quaisquer dúvidas. O data center da Matrix é padrão Tier III e está de acordo com as normas de segurança da ISO/IEC 27001, o que garante disponibilidade e segurança adicionais à solução. Destaque-se, ainda, que não há custos adicionais para eventuais restores.

“O serviço de backup em nuvem da Matrix se diferencia dos concorrentes pois temos como premissa a personalização de nossas soluções. Temos vários planos disponíveis, cada um pensado para um perfil de negócio”, celebra Dezan.

Monitoramento proativo é fundamental para o controle de recursos de TI

Já é mais do que sabido que um data center de alta disponibilidade é essencial para garantir fluidez às operações de um ambiente tecnológico. Entretanto, é preciso haver também uma equipe proativa atuando em conjunto com ferramentas eficientes, capazes de indicar, evitar ou mesmo resolver de maneira automática eventuais ocorrências técnicas. Uma solução de monitoramento eficaz deve se adaptar aos mais diversos tipos de cenários e necessidades, facilitando e otimizando a gestão de recursos de TI.

Ao se desenvolver um plano de monitoramento é necessário considerar funções que possibilitem o controle total da rede e seus serviços, fornecendo mecanismos de análise de dispositivos e dados. Nesse contexto, ter uma visão clara do desempenho de um ambiente é fundamental. "Soluções baseadas em Zabbix e Grafana permitem a apresentação de métricas técnicas de forma simplificada, através de gráficos, mapas e diagramas. Assim, informações como consumo de banda, CPU, memória ou tempo de consulta a banco de dados podem ser prontamente acessadas e compreendidas", afirma Eber Lacerda Junior, VP de Operações da Matrix Data Center. A empresa, sediada no bairro de Santo Amaro, se destaca por oferecer soluções de monitoramento totalmente personalizáveis.

"Com um pequeno investimento mensal o cliente pode ter seu ambiente monitorado de forma completa e em tempo real. Temos uma equipe técnica extremamente proativa para apoiá-lo nessa tarefa, além de ferramentas de ponta. Podemos ainda enviar logs de sistema diretamente ao seu celular via SMS e formatar os dashboards de acordo com suas necessidades. Nossa solução de monitoramento se diferencia das demais exatamente por conta das inúmeras possibilidades de customização que dispomos", destaca o VP.

Ataque hacker global aumenta a preocupação de empresas por soluções integradas de segurança lógica

Sistemas operacionais antigos, desatualizados e sem programas de proteção são alvos fáceis de malwares como o WannaCry. Categorizado como um ransomware, o vírus é capaz de criptografar e bloquear dados, condicionando sua liberação ao pagamento de resgate – tal como um sequestro. A praga virtual infectou recentemente cerca de 300 mil computadores em pelo menos 150 países, incluindo o Brasil. Órgãos públicos e empresas de todos os portes foram as maiores vítimas.

“Usuários comuns de internet e mesmo organizações só passam a dar valor à segurança de suas informações quando são vítimas de ataques, o que é lamentável. Há inúmeros tipos de vírus, cada um com seu modo de ação peculiar. Após o episódio do WannaCry, tivemos uma procura imensa por soluções integradas de proteção em três camadas: firewall, WAF e endpoint”, destaca Eber Lacerda Junior, VP de Operações da Matrix Data Center.

O firewall é o primeiro filtro de um sistema de proteção lógica. Atua como uma espécie de fiscal: além de analisar, pode impedir o tráfego dos dados recebidos e enviados pelo seu computador. WAF, ou Web Application Firewall, é uma solução de segundo nível que protege aplicações web (HTTP) contra fraudes e invasões que podem ocasionar prejuízos não somente financeiros, mas também de reputação. Após identificar potenciais vulnerabilidades e atividades maliciosas, um endpoint eficaz deve ser capaz de acionar um processo automatizado de prevenção e contenção sem que sejam necessárias ações significativas dos administradores da rede.

“Soluções baseadas em um único elemento de proteção são ineficazes. Temos de pensar em composições inteligentes se quisermos preservar um ambiente. Tranquilidade é o maior benefício desse tipo de serviço, afinal, prevenir sempre será melhor que remediar”, finaliza o VP.

Sistemas operacionais antigos, desatualizados e sem programas de proteção são alvos fáceis de malwares como o WannaCry. Categorizado como um ransomware, o vírus é capaz de criptografar e bloquear dados, condicionando sua liberação ao pagamento de resgate – tal como um sequestro. A praga virtual infectou recentemente cerca de 300 mil computadores em pelo menos 150 países, incluindo o Brasil. Órgãos públicos e empresas de todos os portes foram as maiores vítimas.

“Usuários comuns de internet e mesmo organizações só passam a dar valor à segurança de suas informações quando são vítimas de ataques, o que é lamentável. Há inúmeros tipos de vírus, cada um com seu modo de ação peculiar. Após o episódio do WannaCry, tivemos uma procura imensa por soluções integradas de proteção em três camadas: firewall, WAF e endpoint”, destaca Eber Lacerda Junior, VP de Operações da Matrix Data Center.

O firewall é o primeiro filtro de um sistema de proteção lógica. Atua como uma espécie de fiscal: além de analisar, pode impedir o tráfego dos dados recebidos e enviados pelo seu computador. WAF, ou Web Application Firewall, é uma solução de segundo nível que protege aplicações web (HTTP) contra fraudes e invasões que podem ocasionar prejuízos não somente financeiros, mas também de reputação. Após identificar potenciais vulnerabilidades e atividades maliciosas, um endpoint eficaz deve ser capaz de acionar um processo automatizado de prevenção e contenção sem que sejam necessárias ações significativas dos administradores da rede.

“Soluções baseadas em um único elemento de proteção são ineficazes. Temos de pensar em composições inteligentes se quisermos preservar um ambiente. Tranquilidade é o maior benefício desse tipo de serviço, afinal, prevenir sempre será melhor que remediar”, finaliza o VP.

Localização

Presença Geográfica
Brasil, EUA, Europa, Japão

Parceiros

  • Logo Cisco
  • Logo Dell
  • Logo Microsoft
  • Logo Redhat